top of page

Co-branding: de parcerias inusitadas a estratégia de resultados.

David Aaker, um dos principais teóricos de branding, define co-branding como "a combinação de duas ou mais marcas em um produto, serviço ou promoção". Segundo Aaker, essa estratégia é uma forma de estender o valor da marca a outros produtos ou serviços, aproveitando a força das marcas envolvidas na parceria.


Para isso, é necessário que as marcas envolvidas na parceria tenham uma sinergia e um objetivo em comum, além de uma estratégia bem definida para alcançar esse objetivo.


Recentemente em nossa comunidade no discord, se você ainda não faz parte corre lá no link da bio do instagram para ter acesso ao convite, tivemos uma conversa sobre parcerias inusitadas, principalmente algumas feitas pela KFC, criando produtos de beleza, sendo uma marca de frango frito ?!?


Então a gente resolveu trazer essa conversa aqui para o blog e olhar para algumas outras parcerias inusitadas, refletir sobre seus resultados e entender mais sobre vantagens e desvantagens do co-branding.


Então a gente resolveu trazer essa conversa aqui para o blog e olhar para algumas outras parcerias inusitadas, refletir sobre seus resultados e entender mais sobre vantagens e desvantagens do co-branding.


Em 2020, a rede de fast-food KFC se uniu à marca de sapatos Crocs para criar um modelo de calçado inspirado no frango frito da KFC. O sapato possui um design exclusivo, com a parte superior que lembra a casca crocante do frango frito e o odor característico do tempero secreto da KFC.



Os produtos, que poderiam ser comprados por um site especial, esgotaram em 30 minutos, segundo o Twitter oficial da marca:



Entendendo melhor o Co-branding Croc's e KFC


Vamos olhar para alguns pontos importantes dessa parceria, que ajudam a entender melhor o sucesso de vendas e motivações do encontro entre as marcas Croc’s e KFC.


A KFC é uma marca da década de 50, que já teve que se reinventar diversas vezes. Por volta de 2010, a empresa se viu em uma situação de constante queda de vendas. “chegamos ao fundo do poço” disse o CEO da época, Kevin Hochman. Entre os millenials ( geração nascida entre 1985 e 1996) 60% nunca tinha provado a receita principal da marca.


Esse cenário impulsionou uma série de ações, que tiveram início em 2015, para modernizar a marca, ampliando o público e gerando mais awareness (conhecimento da marca), com soluções mais joviais e divertidas, seguindo um dos pilares do negócio que é a diversão.


Algumas dessas ações podem não ter agradado ao público mais velho e fiel da marca, mas estava atingindo o objetivo principal que era fazer a marca presente em novas gerações, para que ela não simplesmente acabe.


Então quando olhamos para a parceria com a Croc’s estamos diante de uma marca que está se permitindo inovações, desde que atraia um novo público e que faça com que o KFC se torne um estilo de vida e mais do que uma empresa que vende frango frito.


Olhando para a Croc’s, uma fala de sua presidente, Michelle Poole resume muito bem a estrutura de posicionamento da marca, “Francamente, um pouco de autodepreciação está embutido em nosso DNA” A capacidade de não se levar a sério permite que a marca seja tanto amada como odiada e garanta um espaço único na mente e coração dos consumidores.


E por mais que as vendas do KFC não estivessem em alta nos anos anteriores, a marca é um ícone da sociedade americana, ou seja essa parceria, sob o ponto de vista da Croc’s era um destaque e diferencial para marca, que facilmente iria ganhar mídia espontânea nas mídias sociais. Foi o que aconteceu.


Em resumo, a parceria inusitada entre Crocs e KFC em 2020 foi uma estratégia de co-branding que deu certo, provavelmente porque ambas as marcas encontraram uma oportunidade criativa e se identificaram com os valores uma da outra. O produto exclusivo, divertido e irreverente gerou um buzz enorme, ajudando a divulgar ainda mais a parceria e contribuindo para o sucesso das vendas.


Uma outra parceria, também da KFC e completamente inusitada foi com a Dear Me Beauty


KFC e Dear Me Beauty




A parceria entre KFC e Dear Me Beauty, lançada em 2021, trouxe uma coleção de produtos de beleza inspirados nos icônicos temperos do frango frito da rede de fast food. A coleção contava com produtos de skincare, maquiagem, protetor solar e máscara de hidratação.


A marca Dear Me Beauty é uma empresa asiática de cosméticos que tem como objetivo trazer produtos de beleza de qualidade para mulheres que desejam ter uma pele bonita e saudável. A parceria com a KFC levou à criação de uma linha exclusiva de produtos com embalagens divertidas que faziam referência ao frango frito e seus temperos.


A coleção incluía oito produtos, cada um com sua própria fragrância inspirada nos temperos da KFC, como Lemon & Herbs, Garlic & Herb e Sweet & Spicy. Alguns dos destaques da coleção incluíam o protetor solar com fragrância de menta, a máscara de hidratação com fragrância de mel e o delineador de olhos com fragrância de canela.


A coleção Dear Me Beauty x KFC foi lançada primeiramente na Malásia, Filipinas e Cingapura, mas a notícia rapidamente se espalhou por todo o mundo, ganhando grande atenção da imprensa e de influenciadores de beleza. A parceria inusitada e a combinação de duas marcas diferentes aparentemente deu certo, resultando em uma grande demanda pelos produtos.


O sucesso da parceria pode ser atribuído ao fato de que a coleção de produtos oferecia algo novo e exclusivo para os clientes de ambas as marcas. Além disso, a estratégia de marketing da parceria foi muito bem-sucedida, criando uma grande expectativa e curiosidade em torno da coleção antes mesmo de seu lançamento. Ainda, a parceria mostrou a capacidade de ambas as empresas de se adaptarem e inovarem em um momento em que o mercado de cosméticos e fast-food passava por grandes mudanças.


Vantagens do Co-branding


Uma das principais vantagens do co-branding é que ele permite que as marcas envolvidas sejam expostas a novos públicos. Quando duas marcas se unem, elas combinam suas bases de clientes e, assim, podem alcançar novos mercados. Isso pode levar a um aumento na fidelidade do cliente e, consequentemente, a um aumento nas vendas. Além disso, o co-branding pode reduzir os custos de produção e marketing, já que as empresas compartilham recursos e conhecimentos.


Desvantagens do Co-branding


No entanto, o co-branding também apresenta algumas desvantagens que devem ser consideradas. A principal delas é que a parceria pode afetar negativamente a imagem de uma marca caso a outra envolvida na parceria tenha uma imagem negativa. Além disso, é possível que a parceria não tenha uma sinergia efetiva, o que pode levar a resultados abaixo do esperado. Por isso, é importante que as empresas envolvidas na parceria avaliem cuidadosamente se o co-branding é a estratégia certa para elas e como essa parceria pode ser bem-sucedida.


Pontos pra conversar sobre Co-branding


Objetivos da colaboração: defina os objetivos da colaboração e o que deseja alcançar com a parceria. É importante que ambos os parceiros estejam alinhados em seus objetivos e expectativas.

Você tem clareza de qual é o seu e o objetivo da marca parceira?

Compatibilidade de marca: certifique-se de que as marcas parceiras sejam compatíveis e complementares entre si, de modo que a parceria faça sentido e crie valor para ambas as marcas.

Você já sabe quem é você como marca, quais são suas características, personalidade, essência e atributos? Para que você entenda essa compatibilidade é necessário começar o entendimento em você.

Identificação do público-alvo: identifique o público-alvo de cada marca e avalie se há sobreposição entre eles. Isso ajudará a determinar se a colaboração tem o potencial de atingir um público mais amplo.

Qual o seu público-alvo atual e qual é o público que você vai alcançar?

Benefícios para ambas as marcas: a colaboração deve ser vantajosa para ambas as marcas envolvidas, garantindo que ambas recebam benefícios equitativos.

Será que essa parceria é igualitária de alcance de objetivos para as duas marcas?

Estrutura do acordo: estabeleça uma estrutura clara para a colaboração, incluindo as responsabilidades de cada marca, termos financeiros e cronogramas de lançamento.

Todos os aspectos da parceria estão formalizados em contrato?

Comunicação: a comunicação clara e eficaz é essencial para o sucesso da parceria, portanto, defina quem será responsável pela comunicação com o público e como isso será feito.

Como está a organização entre as equipes de marketing, vendas e produto de ambas empresas? Já foi escolhido o canal de comunicação entre ambas e elas têm completo acesso entre si para fazer a parceria acontecer?

Consistência visual: a colaboração deve ter uma identidade visual coerente e consistente, garantindo que ambas as marcas sejam representadas de forma equilibrada.

Qual marca será responsável por manter a consistência entre as marcas? Como será o fluxo de aprovações?

Avaliação dos resultados: avalie regularmente os resultados da colaboração para garantir que ela esteja cumprindo seus objetivos e fornecendo benefícios tangíveis para ambas as marcas.

Os resultados serão avaliados a partir dos objetivos que foram pré-determinados anteriormente. Porém, quais devem ser os resultados obtidos para que, por exemplo, exista uma nova edição da parceria?

Gostou do nosso texto, compartilhe sua visão com a gente nos comentários.


Quer saber mais sobre como a sua marca pode fazer parcerias estratégicas e investir em co-branding, entre em contato com a gente.


Até a próxima!


48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page